Avaliação Para Atividade Física

AVALIAÇÃO PARA ATIVIDADE FÍSICA


Tem sido cada vez mais frequente notícias de crianças atletas que apresentaram morte súbita durante ou logo após a prática de atividade física. Felizmente, estatisticamente, esses eventos são raros no universo de milhares de crianças que praticam alguma modalidade esportiva. Entretanto são mortes que muitas vezes poderiam ter sido evitadas com atitudes simples.

Diferente do adulto, a criança não tem como principais fatores de risco para eventos cardiovasculares o hábito de vida e as doenças adquiridas. Os riscos de eventos potencialmente graves em crianças são, principalmente, doenças congênitas e genéticas que devem ser descartadas antes do início de qualquer prática esportiva.
As principais causas de morte súbita nas crianças esportistas são a cardiomiopatia hipertrófica, as arritmias, as anomalias coronarianas, as cardiopatias congênitas, as miocardites, a displasia arritmogênica e as complicações de doenças adquiridas como a Febre Reumática. Muitas dessas doenças podem evoluir assintomáticas ou com sintomas muito inespecíficos que, por estarem presentes na criança há muito tempo, não são valorizados. Por esses motivos é essencial a avaliação cardiológica para toda criança que vai iniciar uma atividade física, sobretudo se houver intenção de competições ou treinamento para alto rendimento.